keeping the vibe

> 20 DE FEV 2020

O DGTL, famoso festival de música eletrônica que tem como pilares sempre a sustentabilidade (inclusive com opções vegetarianas/ veganas), ares industriais em Berlim e vertentes do techno, retorna a SP para a quarta edição, tendo como locação o Anhembi nas 17 horas programadas de duração.

 

A curadoria do DGTL traz de forma inédita e com exclusividade para a América do Sul, o aguardado live P.A do alemão Paul Kalkbrenner – nome em grande ascenção na cena techno e, também a estrela do filme Berlin Calling (Hannes Stöhr – 2008), que retrata o cenário club culture de Berlin. Abaixo vc confere a faixa Sky & Sand, feita em parceria com o irmão Fritz, maior sucesso de Kalkbrenner:

Outra grande e aguardada performance é dos ingleses do Orbital (Paul e Phill Hartnoll), tidos como  pioneiros em performances live para pista e um dos responsáveis por levar o segmento eletrônico aos holofotes e a atenção para o mundo mainstream, além do back-to-back da francesa Jennifer Cardini (mentora do selo Correspondant) com o alemão Ame – uma das cabeças por trás da Innervisions e figurinnha carimbada na maioria das edições do DGTL que aconteceram por aqui (e que pudemos conferir de perto). As também germânicas Steffi e Virgínia, conhecidas por serem as protagonistas  dos longos finais de semana do Panorama Bar (Berlin) também foram selecionadas, bem como Ellen Allien, o americano Matrixxman, e os alemães Ben Klock e Marcel Dettmann (vindos pela ultima vez aqui respectivamente em setembro e abril do ano passado).

Completam o line up Len Faki, Dax J, a inglesa Rebekah,  The Black Madonna (o que falar sobre as estreia no Brasil em maio do ano passado, e o retorno em novembro? Definitivamente arrebatou nossos corações); o holandês Gerd Janson e a colombiana Julianna Cuervo; o holandês Tom Trago, o inglês Ben UFO e os franceses Agoria (muito amor envolvido) e Jeremy Underground – sente a pressão?

A cena brazuca segue com nomes tão (ou mais) importantes, como as grandes inspirações da cena techno Renato Cohen, Victor Ruiz, Vermelho, Vermelho Wonder (live), Teto Preto (live), Barbara Boeing, Mari Herzer, Martinelli (live), Tessuto, e também nomes da new generation, como DJ Malka – produtora trans que tem se destacado nas noites de São Paulo e Belo Horizonte (representatividade importa, muito). O festival também traz como destaque o performer L’homme Statue, projeto do francês Loïc Koutana, onde atua como cantor e se prepara para lançar o álbum Ser (acompanhamos a trajetória dele a algum tempo, inclusive a ida como convidado de destaque as edições europeias do DGTL e festas dentro do circuito underground nacional/ paulistano – talento nato em arte, performance e música).

O DGTL acontece dia 01 de maio (feriado nacional), das 16 as 9 no pavilhao do anhembi, entrada pelo portão 1. Para adqurir seu ingresso, clique aqui

Categoria(s):

drops

VEJA TAMBÉM:

O eletrônico no Lollapalooza Brasil 2020

A gente destaca algumas das atrações de música eletrônica que estarão no festival. Confira abaixo nossa listinha.

Warung Tour vai ao Sirena no carnaval

Eli Iwasa, Renato Ratier, Claptone e D-Nox são algumas das estrelas no line up do sábado de carnaval.

Laroc Club apresenta NERVO e KVSH na primeira abertura de 2020

Logo no primeiro final de semana de 2020 o Laroc terá como atrações principais as incríveis irmãs NERVO e o brasileiro KVSH.
COMPARTILHAR > COMENTAR >

CONFIRA TAMBÉM...