keeping the vibe

Anualmente milhares de pessoas se aventuram em trabalhos autônomos, sendo que para os músicos esse “modelo” de trabalho acaba sendo praticamente uma regra, já que grande parte gerencia sua carreira sozinhos, tendo as rédeas nas mãos.

O que, entretanto, poucos sabem é que para se ter sucesso – caso seja seu objetivo – é preciso entender que a vida do músico profissional e autônomo deve seguir o padrão das empresas comuns, ou seja, precisa ser norteada por uma identidade organizacional e por um plano de ação efetivo.

Mas calma, não precisa sair correndo e contratar uma consultoria – não agora, quando a fama bater à porta… Do It! Preparamos um material que vai te ajudar a entender melhor o esquema de jogo das empresas e pensar sobre onde você está e onde quer chegar e vamos apontar algumas rotas, mas no final a escolha é sempre sua.

A organização (você) precisa construir sua confiança para agir no e sobre o mundo de uma forma que acredite que possa ser efetiva e ter impacto. Posto de outra forma, tem que saltar do ‘papel de vítima’ ao exercer algum controle, para acreditar na sua própria capacidade de afetar as circunstâncias. (Allan Kaplan – Communnity Development Resources Association)

Quando você entra no escritório de qualquer empresa é comum ver um mural com a missão, visão e valores da tal empresa. A esse conjunto damos o nome de Identidade Organizacional.

Missão

É a finalidade da existência de um negócio. É aquilo que define o significado a essa existência.

A sua missão liga-se diretamente aos seus objetivos institucionais, e aos motivos pelos quais foi criada, a medida que representa a sua razão de ser. Trazendo isso para o músico/dj, pergunte-se: “qual a finalidade do meu trabalho?”, mas por favor, vá além do óbvio. Nessa resposta consiste sua existência como profissional da música e não só um entreteiner.

  • Porque ter uma Missão?

Há vantagens de ter uma missão na vida das pessoas; quando um negócio consegue ter uma missão bem definida, ela pode esperar alguns efeitos do tipo:

Aqui é o meu lugar“: as pessoas se identificam mais facilmente com os propósitos da empresa (você).

Quem está fora quer entrar: uma boa missão expressa com tanta simplicidade e essência o papel do artista que serve de estímulo, para aqueles que têm motivos semelhantes, a se aproximarem mais rapidamente.

Dá sentido ao sacrifício: as pessoas precisam, em geral, ver um sentido maior em tudo que fazem – ver este sentido ajuda a suportar maiores sacrifícios e fazer maiores esforços.

Facilita suportar tensões e atritos: as pessoas suportam mais tempo situações difíceis quando vêem maior importância naquilo que estão fazendo.

Eleva as aspirações: uma boa missão deve inspirar as pessoas, motivando-as.

Permite dizer: “Esta é minha contribuição!“: uma missão com as qualidades acima ajuda cada pessoa a ter maior clareza a perceber qual é sua contribuição para ela.

Visão

É o seu objetivo. É aquilo que se espera ser em um determinado (provável curto) tempo e espaço.

O que se pretende ser? Que visão se tem dos resultados a serem obtidos? É uma imagem clara daquilo a ser alcançado, construída em conjunto, baseada naquilo que cada um já traz de imagem idealizada.

Visão não é uma profecia, aparição ou revelação. Pessoas consideradas “visionárias” não devem ser consideradas notáveis porque “prevêem o futuro” ou vêem o que ninguém vê, mas por conseguirem juntar impressões e quadros parciais numa imagem coerente e inspiradora, capaz de mobilizar esforços e a atenção de todos.

Algumas perguntas que podem te ajudar a definir a Visão:

  • Como será o mundo daqui a 5 ou 10 anos?
  • Como será o país, a cidade, a comunidade e a organização daqui a 5 ou 10 anos?
  • Como estará cada projeto / programa daqui a 5 ou 10 anos?
  • Como estará o cenário musical daqui a 5 ou 10 anos?
  • O que está acontecendo no mercado musical atual? Quais as tendências e “modismos”?

Valores

Representam os princípios éticos que norteiam todas as suas ações. Normalmente, os valores são compostos de regras morais que simbolizam os atos de seus administradores, fundadores, e colaboradores em geral.

Agora que já sabe o que signfica: Missão, Visão e Valores!

Tendo isso em mente – e anotado pra você mesmo não esquecer – partiremos para a segunda etapa. A criação de um plano de ação para fazer essa carreira acontecer.

Bruno Souza, CEO do Marketing Digital 2.0 e do primeiro blog sobre Educação Móvel do País, o MLearningPedia. Social Media e o Mobile Learning Research, diz que “passos que você deve tomar para ganhar mais fãs através da implantação de oportunidades que Internet oferece a indústria da música. Este começa a partir de três palavras: compartilhar, conteúdo e TRANSPARÊNCIA.”

Vamos aos Passos (pegue lápis e papel – ops – abra o bloco de notas aí e arrepia no ctrlV)
Para criar um plano eficaz de marketing os músicos devem responder a algumas perguntas fundamentais:

PESQUISE SUA “MARCA”

  • Que tipo de presença na Internet? Pesquisar através de mecanismos de busca e redes sociais o posicionamento que tem. Recomendamos o Klout.com , uma ferramenta que através de 35 variáveis diferentes determina seu alcance e influência nas mídias sociais. O Klout avalia seus dados em 3 diferentes métricas: Alcance real (True Reach), Probabilidade de Amplificação (Amplification Probability) e Influência em sua rede de contatos (Network Influence).
  • O que eles dizem sobre a minha carreira musical? – Avaliar os comentários feitos por fãs e não fãs, quais são positivos, negativos ou simplesmente neutros.
  • Em que meio tenho maior presença on-line? Determinar quais são os meios que irão apoiar a comunicação online (redes sociais, blogs, sites pessoais, fóruns, etc.).
  • Temos otimizado a nossa presença na web? Uma análise adequada da presença que tem em redes sociais e mecanismos de busca vai ajudar a definir melhor os objetivos e estratégias.

PESQUISE O SEU PÚBLICO-ALVO (SEUS FÃS)

  • Qual é o meu público-alvo? – Definir o público que deseja obter.
  • Como eles participam da mídia on-line?  Analisar o tipo de comportamento que esse público tem para saber como se comunicar com eles (falar a mesma lingua, informação visual, aparência, etc.)
  • Em que meios online participam, interagem e consomem o conteúdo? Identificar quais canais devem ser usados para se conectar ao público (Ouvem online,  Downloads,  Rádios Online, etc.)
  • Quem poderia ser  “influente” – olhe quais fãs poderiam ser influentes nas comunidades on-line e aproxime-se deles sempre que possível, dando aquela “notinha”, aquela música exclusiva, etc.

PESQUISE A CONCORRÊNCIA

  • Quem são meus concorrentes? – Identificar e analisar a sua concorrência em ações on-line.
  • Analisar os canais de vendas
  • Quais são os canais de venda de música? – Recolher os meios de comunicação social onde você pode vender as músicas online.
  • Quem são os principais promotores? – Defina quais potenciais promotores podem estar interessados em sua marca musical.

ESTRATÉGIAS E TÁTICAS

Para os músicos a principal estratégia é conseguir mais audiência (fãs) e vendagem; se conectar com as pessoas através dos conteúdos para gerar fidelidade e amor ao trabalho. É importante tomar consciência e participar das novas oportunidades que a internet oferece. As táticas são as ferramentas utilizadas para atender a objetivos e estratégias pré-definidos.

ESTRATÉGIA: INTERAÇÃO E CONVERSA COM OS FÃS

  • Tática: Criar comunidades próprias em redes sociais (Twitter, Facebook, Google +, Pinterest, Soundcloud, iTunes, 4Shared etc, … e usando a mesma linguagem que os fãs).
  • Tática: Criar um blog que tenha um tom pessoal mostrando a evolução da carreira musical do artista.

ESTRATÉGIA: INCENTIVAR OS FÃS A CONVERSAR E INTERAGIR

  • Tática: Criar concursos e promoções em redes sociais

ESTRATÉGIA: MELHORAR A REPUTAÇÃO ON-LINE

  • Tática: monitorar os fãs para saber o que está sendo dito e pode criar estratégias de defesa.
  • Tática: Melhorar SEO – Engenharia de busca – o que te faz aparecer logo nos primeiros resultados em mecanismos  de busca.

ESTRATÉGIA: VENDER CANÇÕES ONLINE

  • Tática: Fazendo acordos com distribuidores digitais como Google Play, iTunes, Amazon, YouTube etc …
  • Tática: Criação de ações inovadoras em redes sociais para viralizar (fazer mais pessoas compartilharem).

Tem uma outra coisa aí nesse jogo que não falamos muito porque é extremamente pessoal, que é a gestão da imagem, criação de identidade visual própria e adequada que traga elementos dos conceitos de missão, visão e valores do artista.
Para todos os artistas isso é crucial já que, embora sua audiência passe o tempo todo de sua apresentação te ouvindo, eles se preparam para o evento apenas com as imagens dos artistas, ou seja, essa imagem precisa também retratar a identidade do artista.

Categoria(s):

drops

VEJA TAMBÉM:

BREAKING NEWS • O retorno da festa X-Demente

A notícia do retorno da X-Demente caiu como uma bomba no Rio de Janeiro, causando um alvoroço na Cidade Maravilhosa, e por que não dizer no Brasil já que a cidade é o [...]

White Party 7 • A festa do ano!

Uma grande festa para fazer o Natal de centenas de crianças mais feliz! A 7ª edição da tradicional White Party promete repetir o clima das edições passadas e traz o melhor [...]

Space Ibiza inaugura em Balneário Camboriú

Primeira franquia das Américas do club eleito onze vezes como o número 1 do planeta chega ao Brasil.
COMPARTILHAR > COMENTAR >

CONFIRA TAMBÉM...